Google+ Badge

terça-feira, 13 de agosto de 2013

GATO QUE COMIGO DORME



GATO QUE COMIGO DORME

      Minha vizinha tem um gato que todos os dias foge da casa dela para vir dormir na minha cama. Mas ele não se contenta só em dormir, hoje mesmo trepou na minha cristaleira e derrubou uma garrafa de “amarula” ainda fechada e um litro de whisky que eu guardava para uma ocasião especial.
Depois das artes que faz pela casa me seguindo ou tentando pegar os peixes do aquário ele então se refastela na minha cama e faz as mais diferentes poses, como se quisesse chamar minha atenção, e se eu me deito na cama ele se aninha nas minhas costas, nos meus pés ou no travesseiro ao lado do meu...
 Eu nunca fui um apaixonado por gatos, mas desde que sobrevivi ao último acidente eles se aproximam de mim e eu me descobri por eles encantado.
Às vezes eu penso que depois de tantas “quase morte” os gatos vêm até a mim para confraternizar mais uma sobrevida comigo ou somente para me darem forças para enfrentar a nova. Eu já perdi umas quatro e algumas crianças, que conhecem minha história, chamam-me de homem gato (já passei da idade de ser um “gato”, mas meus olhos azuis aceitam a alcunha).
Desta forma o que posso fazer, senão aceitar os reforços recebidos dos gatos. Deve haver uma razão e com certeza os gatos sabem e por isto formam meu exército de proteção.


MÁRIO FEIJÓ
13.08.13
Postar um comentário