Google+ Badge

terça-feira, 6 de agosto de 2013

A CAIXINHA COLORIDA



A CAIXINHA COLORIDA  

Parece que foi ontem
Que ela tinha treze anos
Era uma menina ingênua
Quando já se achava uma mulher

Hoje a idade já não lhe pesa mais
Apesar de ter passado dos cem anos
Ainda se considera a mesma menina de ontem
Sentindo-se nua quando não está com suas joias

O tempo não passou, ele parou para ela
Que com dignidade passou pelo tempo
Sempre sonhando com o amor

E se o amor hoje não lhe é presente
Os seus sonhos continuam vivos
E seus amores dentro de uma caixinha colorida...

Mário Feijó
06.08.13
Postar um comentário