Google+ Badge

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

CHEIRO DE CAFÉ



CHEIRO DE CAFÉ

Não precisavas ter soprado
Brisas do mar em meus ouvidos
Eu já estava sonhando
Com as delícias do teu abraço

E quando me beijaste
Com sabor de café fresco
Eu despertei na tua boa
E sorvi de ti aromas e cheiros

Foi entrega na bandeja
O sol que passava pelas frestas
E da janela chamava
Dizendo que já era dia...

Mário Feijó
21.08.13   
Postar um comentário