Google+ Badge

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

AMORES RESSUSCITADOS



AMORES RESSUSCITADOS

Há sempre ossos enterrados
Sob a lápide do amor
Nem todos são cremados
Alguns sempre ressuscitam

Mesmo depois que a lança de Jorge
A garoa de São Paulo
E o manto de Aparecida
Tenham te abatido... ressuscitas!

Eu não acredito em mortos
Até porque muitos penam no inferno
Das suas próprias tramas e mentiras

Eu prefiro agora
Acreditar nas nuvens
Porque elas sempre fazem chover...

Mário Feijó
09.01.13
Postar um comentário