Google+ Badge

domingo, 10 de maio de 2015

MÃE: mulher-fêmea HUMANA

MÃE: mulher-fêmea HUMANA

Um dia ela já foi
Apenas uma costela do homem
E se transformou no ser
Que foi capaz de amar
Incondicionalmente

Aí foi tomando conta
Da vida de todos nós
E passou a habitar o coração

Tornou-se mãe, mulher,
Companheira, amiga,
Aquela que se dá por sua cria
Que gera filhos para si
E que também é capaz
De gerar filhos para os outros

Aquelas que não se enquadram
Nos requisitos anteriores
São apenas fêmeas
Que pensam apenas em si
E como tudo e todos
Também erra, porém
Tem que ser perdoada
Porque ela também nasceu humana

Mário Feijó
10.05.15


Postar um comentário