Google+ Badge

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

ALGO ME DIZ



ALGO ME DIZ

        Desde que partiste eu vejo que queres algo me dizer. Luzes se acendem sozinhas, eletrodomésticos ligam e objetos que eram teus caem e quebram.
Alguns eu só trouxe por lembrança e carinho, muitos nem tinha necessidade e eu que não sou de quebrar nada, vejo que eles se partem, caem, estragam. Até pequenas lembranças de madeira. Quando são coisas de tecido, rasgam-se ou se mancham. Um prato de micro-ondas caiu e quebrou, toalhas queimam, outras se mancham. E assim vai. Vagarosamente estou me desfazendo de tudo já que não entendo teus recados.
Algo me diz que gostarias de te comunicar e não sabes como. Sei que queres me proteger ou me orientar, mas eu não estou conseguindo entender o que dizes.
Algo me diz que a vida não é apenas o que vemos, mas o que sentimos e, tem muita coisa que eu sinto e já senti, que vai além dos cinco sentidos normais.
O que eu quero é a tua paz e que um dia possamos conversar  de igual para igual novamente, sem a preocupação com a maldade alheia e perdoar. Tenha certeza de que sou forte o bastante e tenho muita proteção para me defender das maldades alheias. Deixe que eles aprendam, como nós aprendemos a não dar importância a bens materiais e intrigas. Descanse em paz. É a vida, e como bem sabes a vida nem sempre é muito justa. Eu nem sei a razão destas coisas, mas onde tu estás já deves ter entendido, melhor que eu tudo isto.
Eu não me incomodo com coisas que se quebram. Luzes que se acendem. Carro que não liga, mesmo novo, ou eletrodomésticos que ligam sozinhos. Não tenha medo e rezo para que tenhas paz e me esperes. Um dia riremos muito de tudo isto e da maldade de toda esta gente. Quem sabe pegaremos um lençol branco e vamos sair por aí a assustar alguém juntos. Por enquanto não dá, estamos em mundos diferentes. Enquanto isto relaxe e tenha paz e me deixe tocar a vida com saudades...

Mário Feijó
19.09.13
Postar um comentário