Google+ Badge

sábado, 8 de setembro de 2012

QUEM ÉS TU AMOR?


QUEM ÉS TU AMOR?

Todas as vezes
Que eu sinto os teus lábios
Mesmo em meus pensamentos
Minhas pétalas se eriçam
Como se tu fosses o vento
E eu apenas uma flor do campo
Despertando para a primavera...

Todas as vezes
Que o sol nasce
É como se me desvirginasses
Como se me despisses ao mundo
Eu sou apenas uma flor
Neste jardim primaveril
Um cravo talvez
Quiçá um jasmim
Desprezado num canto
Sem o sopro do teu vento...

Todas as vezes
Que a lua desponta
Eu sou a dama da noite
Que abre suas pétalas
Entregando o perfume
À tua brisa que vem excitá-la...

Simples assim como as flores
Sou brisa, sou cravo,
Jasmim, dálias, girassóis
Mas não sei quem tu és...

Mário Feijó
09.09.12  
Postar um comentário