Google+ Badge

sábado, 15 de setembro de 2012

CARA DE PECADO


CARA DE PECADO 

Faz tempo
Que você
Não me olha
Com cara de pecado 

Os meus desejos
Continuam todos vivos
E eu não mereço
Em vida ser enterrado 

Quero os teus beijos
Molhados no corpo
Espalhados como tatuagem 

Quero sentir
O frescor da brisa
Que passa eriçando
Minhas flores do campo... 

Mário Feijó
15.09.12
Postar um comentário