Google+ Badge

domingo, 27 de maio de 2012

SANGRANDO PARA SOBREVIVER


SANGRANDO PARA SOBREVIVER



O sofrimento nos capacita à vida
Feito a pedra bruta
Que lapidada torna-se
Um apreciado brilhante 

E gritamos de dor
Quando fazemos amor
E gritamos a solidão
Quando o corpo não sente amor 

Somos sóis em oclusão
Planetas velhos que necessitam renovar
Como se fossemos águias
Necessitamos sofrer e sangrar para sobreviver  

E depois do choque
Sai de dentro de nós uma luz
Que nos renova para novos tempos
Para enfrentar novas batalhas... 

Mário Feijó
28.05.12
Postar um comentário