Google+ Badge

sexta-feira, 25 de maio de 2012

DIÁLOGOS DE AMOR


DIÁLOGOS DE AMOR 

Todas as mesas de bar
Onde você se escondia
Não foram suficientes
Para que me descobrisse 

Eu não sei viver de sombras
Adoro a luz do sol
Apesar de contentar-me também
Quando a luz se enche de mim 

Luz! Eu quero luz
Quero transpirar amor
Quero expelir meu sêmen
Que estava guardado pra ti

Agora eu já não me importo mais
Com hora e lugar
Eu nada sei sobre dias, sobre o tempo
O meu diálogo é feito somente de amor... 

Mário Feijó
25.05.12
Postar um comentário