Google+ Badge

terça-feira, 3 de junho de 2014

BOCA DA NOITE



BOCA DA NOITE

Você diz ter medo
Da minha boca grande
Penso que o que você tem
É medo que eu te coma

Como se fora um lobo
Devorando a vovozinha
Mas você conheceu apenas
Minha boca da noite no final do dia

Tu não imaginas a minha boca de vento
Tampouco as estrelas que nela brilham
Viste apenas os meus dias de sol...

Você diz que tem medo da minha boca
Eu não tenho medo de ti
Tampouco tenho medo de mim
Quando depois d’amor nos sentimos mais lindos...

Mário Feijó
03.06.14
Postar um comentário