Google+ Badge

quinta-feira, 22 de maio de 2014

PASSEANDO POR PORTO ALEGRE (do Diário de uma ex-prostituta adolescente)



PASSEIO EM PORTO ALEGRE

Ela havia desembarcado no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, numa tarde chuvosa. O friozinho do outono arrepiava sua pele ainda bronzeada pelo sol nordestino.
Daiane passara antes pelas praias da Bahia, onde havia tirado uma semana para passear e descansar. Seu marido Marcos a acompanhava. Formavam um belo casal, mas era isto que diziam também quando estava ao lado de Márcio, o irmão gêmeo de Marcos que ficara em casa com os filhos também gêmeos.
Depois que Daiane viera do Ceará, não tinha mais voltado ao nordeste. Sentia falta daquilo e recentemente quase entrara em colapso nervoso devido ao estresse, por isto fora passear, sem os filhos e sem o outro companheiro.
Eles formavam uma família moderna, onde ela era amada por dois homens iguais, que a amavam igualmente. Desta família tinham nascido os gêmeos: Gabriel e Rafael, filhos dos três. Os meninos eram idênticos e se pareciam por demais com os pais.
Chegando no aeroporto, já com a família toda reunida dentro do carro, pediu que dessem uma volta pela cidade. Queria novamente lembrar daquela cidade que lhe acolhera nos últimos anos, onde encontrara a felicidade, mesmo que de uma forma inusitada e de vanguarda para os tempos atuais.
Circularam pelo parque da Redenção, foram até o morro de Santa Tereza e de lá desceram contornando o Guaíba e indo para o apto que mantinham em Ipanema, na zona sul da cidade.
Porto Alegre era a sua casa novamente, mesmo que tivesse se afastado de casa apenas uma semana, já sentia saudade dali. E estar junto de seus amores era a maior felicidade que poderia ter na vida.

Mário Feijó
22.05.14
Postar um comentário