Google+ Badge

quarta-feira, 5 de março de 2014

CURVE-SE...



CURVE-SE...

Curve-se diante de Deus
Curve-se aos ventos e intempéries
Curve-se diante dos animais
Curve-se à sabedoria
Curve-se diante do amor
Curve-se diante das tempestades
Curve-se diante dos mais velhos
Curve-se para orar

Porque haverá um dia
        Em que nem orações
                Farão sua vida mudar

Deus é bondoso, mas inclemente
O mesmo acontece com as intempéries
Animais dão amor a quem sabe amar
Não se curvar diante da sabedoria é burrice
O amor sem entrega não funciona
As tempestades podem ser impiedosas
Não aprender com os mais velhos pode custar caro

Curve-se para agradecer seus dias e noites
É deles que se compõe a sua vida...

Mário Feijó
05.03.14


http://www.recantodasletras.com.br/poesias/4715777



Postar um comentário