Google+ Badge

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

SEM CULPAS



SEM CULPAS

Fui deixando pelo caminho
Pedaços que eram meus
Mas que não me pertenciam

Abandonei as culpas
Que me faziam sofrer
Joguei fora o orgulho
Na busca pela felicidade

Passei a amar as pessoas
Mesmo que elas não acreditem
À distância, acalentando em meu coração
Uma ternura imensurável

Apeguei-me à humildade
Desapeguei-me de bens materiais
Do que os outros pensam de mim
E dos falsos amigos

Passei a cultivar felicidade
Estou jogando sementes de sorriso
Pelos caminhos por onde passo
Mesmo assim ainda não amoleci
Alguns corações endurecidos...

Mário Feijó
22.11.13

Postar um comentário