Google+ Badge

quinta-feira, 1 de julho de 2010

O AMOR E AS FLORES




No amor eu já fui
Quase todas as flores
Um dia era girassol encantado
Seguindo a tua luz...

Já fui flor de cactus
Que dura apenas um dia.
Já fui rosa que se desfolha ao vento
Lírios que desabrocha uma vez por ano...

Eu também já fui a singela violeta
Que se afoga quando existem muitas lágrimas
Me escondendo do sol, mas se fugir da sua luz...

Agora em campos floridos
Tornei-me sempre-viva
Atenta, colorida, eternizei-me
No mais puro, sincero e devasso amor...

Mário Feijó
01.07.10
Postar um comentário