Google+ Badge

sábado, 3 de outubro de 2009

MEUS SONHOS REAIS

Quando eu era criança
Construía barcos e aviões de papel
E viajava neles nos meus sonhos...

Agora crescido
Volto no tempo
Quero novamente
Aqueles sonhos perdidos...

Quero correr na chuva
Pisar em todas as poças d’água
Soltar pandorgas (pipas)
E jogar bolas de gude (eu só perdia)...

A vida em muitos momentos
Acho que até me trapaceou
Ou eu é quem deixou
Que outros me trapaceassem...

Agora eu faço os meus sonhos
Tornarem-se reais
Corro atrás deles
E os realizo sem medo...

Mário Feijó
01.10.2009
Postar um comentário