Google+ Badge

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

GATAS DOMESTICADAS

GATAS DOMESTICADAS

Duas meninas doces
Duas gatas manhosas
Imploravam amor
Queriam amar e ser amadas

Aconchegadas em camas quentes
Uma contente ronronava,
A outra arisca arranhava

Ambas sentiam a falta do lar
Uma era apenas “diva”
A outra “divina” é
Ambas têm as garras afiadas

Agora miam macio
Diante de um afago
Diante de um bombom
Ou diante de um cheiro agradável...

Mário Feijó

11.12.15
Postar um comentário