Google+ Badge

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

A MENINA QUE ROUBOU MEUS SONHOS



A MENINA QUE ROUBOU MEUS SONHOS

Algumas pessoas não percebem que decepcionar propositadamente é o mesmo que roubar sonhos.
Eu preferia que me roubassem os anéis porque anéis podemos trabalhar e comprar novos, mas uma esperança destruída por uma decepção é quase impossível. A não ser que queiramos nos enganar. Confiança perdida é cristal quebrado – impossível de colar.
Eu já tive algumas “meninas” que me fizeram isto. Umas já nem eram mais meninas, outras nem eram mulheres...
Há uma dessas meninas que entrou em minha vida feito primavera – iluminou-a, para depois sumir, sem deixar rastros. Roubou alguns de meus sonhos de menino e ficou no ar o sabor adocicado de seus beijos. Nunca mais encontrei outros iguais. Por isto muitas vezes eu lembro dos beijos que eu deixei de lhe dar.
Assim se passaram os anos e meus sonhos continuaram a ser roubados. Eu já devia ter aprendido a me preservar, porém continuo um inquieto sonhador, e isto, nenhuma menina conseguirá me roubar: a fórmula para recriar meus sonhos. Esta permanecerá somente comigo enquanto eu existir...

Mário Feijó
10.02.14
Postar um comentário