Google+ Badge

terça-feira, 2 de outubro de 2012

CONVERSANDO COM AMIGOS DA INTERNET – BATE PAPO 1


CONVERSANDO COM AMIGOS DA INTERNET – BATE PAPO 1
(eu não sei se esta conversa será útil para alguém, mas não é a primeira vez que isto acontece e eu fico sempre encantado com o carinho das pessoas. Então decidi que daqui pra frente quando a conversa for produtiva e tocar meu coração, como disse Neruda no texto acima, vou florescer o meu jardim).
 

– BATE PAPO 1

 

Ontem Edney Márcia me chamou no bate-papo, dizendo isto: - Você, Mário, parece ter o dom de captar, de atrair coisas boas e significativas. E, ainda por cima, resignifica essas coisas com poemas, poesias que aderem à alma e faz tudo fluir em tal harmonia que a gente se sente em paz. Obrigada pelo privilégio de tê-lo como meu amigo (virtual). Bom domingo.

 

Eu respondi: - Para com isto querida, você é quem está sendo encantadora. Eu escrevo o que sinto e as energias que o mundo emana. Sou mais sensível talvez para captá-las... Mas isto não me faz melhor.

 

Édnei Marcia: - Quanta coisa boa vc sente... e que maravilha de energia. Abençoado você é. Iluminado também.

 

Mário Feijó: - Deus ilumine você. Que a luz do sol que está brilhando faça sua vida mais e mais feliz.

 

Édnei Marcia:- Obrigada. Você é muito generoso. Bom domingo.

 

Mário Feijó: - Assim você me emociona. Pare com isto. Seja minha amiga, somente. Não precisa dos confetes... (risos).

 

Édnei Marcia: - Danem-se as modéstias.

 

Mário Feijó: - Obrigado.

 

Édnei Marcia: - Não fica bem negar tanto talento!

 

Mário Feijó: - Deixa pra lá então...   Mas se eu tivesse tanto talento assim teria uma editora me bancando. Tudo o que faço é com meu dinheiro, com meu esforço, recursos da minha aposentadoria. Até meus livros eu tenho que vender um por um, pois não tenho nem distribuidora. Minhas telas estão penduradas pela casa. Isto é talento? Tenho um livro infantil pronto, todo ilustrado e não tenho editora... Não queria ter que ficar de porta em porta...

 

Édnei Marcia: - Você sabiamente distribui o que de graça recebe de Deus!

 

Mário Feijó: - Quem sabe um dia alguém descubra isto e publique meus trabalhos. Enquanto isto eu tento tocar o coração das pessoas fazendo-as acreditarem mais no amor e que tudo podem porque Deus mora dentro de nós...

 

Édnei Marcia: - Essa sensibilidade, esse talento, essa magia que tanto encanta vem de uma fonte inesgotável, Deus... 

 

Mário Feijó: - Sim é verdade. E também pelo fato de acreditar em si mesmo... Ter fé é importante, então preciso primeiro acreditar em mim, que Deus está comigo, daí pra frente é tocar a vida...

 

Édnei Marcia: - Mas só os realmente bons e sábios têm a conexão. Você tem!

 

Mário Feijó: - Aprendo com as dificuldades.

 

Édnei Marcia: - Mario, de repente, Deus usa você pra chegar até os “comuns"...

 

Mário Feijó: - Às vezes eu penso que Deus é surdo e que não ouve quando agradeço, quando peço, quando grito... Mas Ele não me ouve nesta hora porque o procuro fora de mim... quando me volto pra dentro descubro que Ele ouve sim... mas o tempo de Deus é diferente do nosso... Nós queremos tudo imediatamente e Deus quer que a gente aprenda...

 

Édnei Marcia: - Ou Ele apenas te respeita

 

Mário Feijó: - Sim e respeita meu livre-arbítrio.

 

Édnei Marcia: - Por você não ver além do horizonte, onde realmente fica a glória, o reconhecimento... você está plantando coisas lindas...

 

Mário Feijó: - Imagine se Deus diante de tudo isto vai perder tempo com minhas bobagens? Ele diz "te vira cara, aprende"... Isto também é amor, e eu sei que Ele tem conhecimento do menor grão de areia nas praias... Mas sou humano e cometo erros e nesta hora também tenho minhas dúvidas, minhas abstrações, tento me ferir... O erro é inerente ao ser humano.

 

Édnei Marcia: - Não foi Cora Coralina quem disse: “Sou a mulher que arranca pedras e planta flores”? Você também planta flores, coisas bonitas e vai colher, com certeza coisas boas também. Fica bem, e continue abrilhantando nossas vidas...

 

Mário Feijó: - Vou fazer uma crônica ou escrever algo com este nosso diálogo... Posso?

 

Edney Marcia: - Fique à vontade...
Postar um comentário