Google+ Badge

sexta-feira, 19 de junho de 2015

ANJO PANACA

ANJO PANACA

Usado, abusado
Poucas vezes ousado
Eu penso que sempre fui
Um anjo panaca

Algumas vezes chamado de encrenqueiro
Noutras submisso e explorado
Tento ser arrojado, atirado
Não tenho mais medo de amar

Chamaram-me de anjo tarado
Diziam que eu não era normal
Sempre soube ser um anjo
Um anjo transcendental

Não voo nas igrejas
Mas tenho uma alma boa
Tenho intenções boas
Pretendo sempre ajudar

Só que muitas vezes já ouvi
Que de boas intenções
O inferno está cheio
Então o anjo se estrepou...

Mário Feijó

19.06.15
Postar um comentário