Google+ Badge

quarta-feira, 15 de abril de 2015

SENHORITA M.

SENHORITA M.

Todos fugiam de ti com medo
Eu apenas te contemplava
Feito destino inevitável
De que me adiantaria fugir?

Mórbida passavas ao largo
Eras apenas um contraponto
À vida que todo o tempo
Fazia questão de me acompanhar

Há doçura no teu abraço
Já que a vida que me enredava
Sempre me oferecias apenas sofrimento
Tu, ao contrário, ofereces o descanso...

Mário Feijó

15.04.15
Postar um comentário