Google+ Badge

terça-feira, 22 de junho de 2010

UM VENTO QUE SOPRA DO MAR



Olhe bem pra mim
E diga por que me queres?
Será por causa do mar
Que mora em meus olhos?

Será por causa
Do sabor morango
Que existe em meus lábios?
Ou somente pelo calor
Que tem em meu corpo?

Faça eu acreditar
Que é amor sem explicações.

Eu nem sou sensual
Há horas em que o que
Predomina em mim é
Puro instinto animal...

Não há em mim
Nada que possa te interessar
Eu sou apenas a natureza
Um simples sopro do mar...

Mário Feijó
22.06.10
Postar um comentário