Google+ Badge

segunda-feira, 17 de maio de 2010

O POETA E O TOLO




Muitos invejam o poeta
E alguns até o chamam de tolo
Mas tolo é aquele que não é poeta
E finge poeta ser...

Para ser poeta não basta
Colocar no papel palavras bonitas
Ele é conivente, tudo aceita,
Não julga ninguém...

O poeta é aquele
Em que nas suas palavras
Sente-se a dor do seu amor
E dos outros a dor que ora sente...

O tolo só pensa em rimas
Muitas até sem nenhum sentido
É como jogar lixo num rio
E poluir um mar de poesias...

A poesia está no olhar
Ela está no sentimento
Não está na inveja
E tampouco no tolo...

Mário Feijó
15.05.10
Postar um comentário