Google+ Badge

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

PECADORA CONFESSA

PECADORA CONFESSA

As orações da tua penitência
Por culpas que te ferem
Não aliviam dores
Nem os pecados confessos

É preciso mais que a água benta
Quando aspergidas as atiras
Em devotos fiéis

Guarde teu casto amor
É preciso que tuas mãos
Não apenas abençoem
Mas que voraz toquem meu sexo

Somos carne-pecado
Aprendemos através dos erros
Como queres falar de amor
Sem ao menos comigo praticá-lo...

Mário Feijó
16.02.15


Postar um comentário