Google+ Badge

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

VAZIO



VAZIO
                                                       
Quando não estás por perto
Tenho sofrido de um vazio
Passa o vento envolvente
Que não me abraça

Vem a lua e não me enche
Sofro ausências de pensamentos
Falta-me inspiração
Encho-me de chuva e lágrimas

O mar que antes musicava
Todas as minhas noites
Emudeceu escondido
Atrás das dunas que nos separam

Nas noites nada acontece
Nado em minha cama
Como se tivesse naufragado
Num oceano seco deste vazio...

Mário Feijó
18.10.13
Postar um comentário