Google+ Badge

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

NEVE DERRETIDA



NEVE DERRETIDA

Quando nossos olhos se cruzaram
Foi como se flocos de neve
Derretessem diante do calor

Eu me derreti por ti
Eu me esquentei pra ti
E minhas pernas tremeram

Agora quero me molhar
Nas partes mais íntimas do teu corpo
Alisando teus pelos pubianos
E morder a tua pele

Por que demoras?
Eu tenho certeza que me queres!
Será que planejas
Uma forma de me jogar em tua cama?

Mário Feijó
28.10.13
Postar um comentário