Google+ Badge

sábado, 6 de maio de 2017

MEMÓRIAS AFETIVAS



MEMÓRIAS AFETIVAS

Meus dias eram assim:

pela manhã


o cheiro do café moído na hora
em um pilão de madeira
que vovó torrava em seu fogão à lenha
era passado em um coador de pano
em um bule de barro (o café nunca queimava)
estava sempre quente e fresco
ao meio dia

Felicidade pegava o feijão que cozinhara
(era um caldo grosso e negro)
e fazia um pirão com ele
alguns chamam de feijão mexido
em cima espalhava uma gema de ovo crua
que o calor cozinhava
e deixava um sabor sem igual
se havia carne seca ou linguiça
(que eu às vezes comprava 100g)
eu nem lembro, até porque
só isto bastava para matar
a minha fome de ter Felicidade por perto
à noite

bem, à noite era inevitável
pulgas sob as cobertas
provavelmente heranças de Peri
um cão branco e velho
que eu nunca vira latir
talvez seja por isto
que hoje mesmo sem as pulgas
eu fique rolando na cama sem dormir
pensando em como fui feliz
quando morei com "Felicidade"
minha querida avó materna.


03.05.17
Postar um comentário