Google+ Badge

domingo, 31 de janeiro de 2016

AS CONTRADIÇÕES DO AMOR

O AMOR DEVIA SER ASSIM


Claro como a luz do sol
Límpido quanto água da chuva
Sereno feito o sono depois do amor
Fresco como a brisa de verão
Cristalino feito riso de criança
Doce como chocolate
Plácido quanto águas de um lago
Gostoso como um sorvete em dias quentes


O AMOR É ASSIM


No entanto ele oferece
Noites de trovoadas
Águas turbulentas
Sono com pesadelo
Vendavais arrasadores
Gemidos solitários
Amargor do jiló
Águas de cachoeira
Queima a boca feito ferro em brasa


Mário Feijó
22.01.16


Postar um comentário