Google+ Badge

domingo, 31 de janeiro de 2016

AO TEMPO PERDIDO: PEÇO PERDÃO

AO TEMPO PERDIDO: PEÇO PERDÃO

Tudo o que eu quero hoje
É pedir ao tempo
Ao tempo perdido
Ao tempo ido
E que não volta mais:
Perdoe-me!

Perdoe-me pelo tempo perdido
Com coisas pequenas
Com bobagens de adolescência
Penso que devia ter amado mais

Amado mais meus pais
Meus irmãos e também amigos
Vivido muito mais os amores
Ter aprendido estas lições
Que só o tempo me ensinou!

Chego à conclusão
De que o aprendizado só veio
Quando ganhei idade
E agora o tempo me castiga
Com o desamor!

Perdão meus pais
Perdoem-me amigos
Perdão amores
Amores não vividos
Por preconceito
Por pudores!

Perdoe-me tempo
Perdoe-me vida
Agora já não dá mais
Para correr atrás
De tudo o que perdi!

Só o que me resta
É entregar-me ao vento
Entregar-me ao sol
Porque o tempo já consumiu
Todas as minhas vontades
E o que me resta é o caminho
Para um tempo desconhecido!

Mário Feijó
31.01.16
Postar um comentário