Google+ Badge

sexta-feira, 28 de junho de 2013

ESPERE-ME



ESPERE-ME


Não fuja do amor
Que eu possa te oferecer
Quando sentir que meu coração
Bate descompassado pelo teu

Permita-se respirar fundo
A brisa do mar
O ar puro
Que a natureza e eu te oferecemos

Não fuja de mim
Não fuja das batidas do meu coração
Eu já fiz isto por outros amores
E te garanto não foi bom não...

Quando eu chegar
Espere-me de banho tomado
Dependendo da estação
Espere-me com um café quente ou suco gelado...

Pés no chão
Sem roupas por baixo
Basta um roupão
E os lábios mornos...

Mário Feijó
28.06.13
Postar um comentário