Google+ Badge

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

ARREPIOS QUE O VENTO PROVOCA



ARREPIOS QUE O VENTO PROVOCA

Eu sou vento
Que se desloca
E nem é percebido

Invisível, feito o ar,
Um ente estranho
Mal amado
E só respeitado quando se é tormenta

Um ente da natureza
Que se desloca sem ser visto
Que ajuda na polinização das flores
Que provoca ondas no mar

Tão solitário
Sedento de amor
Que por ser invisível
Só provoca arrepios

Mario Feijó

24.10.16
Postar um comentário