Google+ Badge

sábado, 1 de outubro de 2016

EU TE AMO (mas não é porque tu me amas)


EU TE AMO
(mas não é porque tu me amas)

É chegada a hora
Em que o universo
Toma conta do meu corpo
E minhas carnes decadentes envelhecem

Porém merecemos amor
Mesmo quando já não temos
O vigor da juventude
Então nos resta amar
A quem nos ama tão candidamente

E não é só porque tu me amas
Que eu te amo
Eu te amo porque tu me completas
E fico encantado
Com o teu modo de me amar

Eu penso que te amaria
Mesmo que fosses “diferente” de mim
Porque o que eu amo em ti
É a tua essência
A candura da tu’alma...

Mário Feijó
01.10.16



Postar um comentário