Google+ Badge

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

VELHO EUCALIPTO

VELHO EUCALIPTO

Tudo o que um dia eu pensava
O tempo mudou
O vento levou
E o bom senso me fez repensar

Criei cicatrizes
Dos tombos e aprendizados
Que só quem tem humildade aprende

Ficaram marcas em formas de rugas
Cascas em camadas
Tal qual eucalipto eu fora

Em cada camada
Ficou a marca do aprendizado
E o velho eucalipto cresceu imponente
Rumo ao céu

Seguro diante das tempestades eu sigo
Esperando o dia da poda
Em que o meu tronco sirva
De alicerce para outra morada

Mário Feijó

11.08.16  
Postar um comentário