Google+ Badge

terça-feira, 2 de agosto de 2016

UMA RAJADA DE VENTO

UMA RAJADA DE VENTO

Há dias em que eu queria
Ser apenas uma rajada de vento
Para soprar o pólen das flores
Ou causar frisson nas águas das lagoas
Depois passar levemente pelo teu corpo
Eriçar os teus pelos
E te fazer sentir
Ter saudades dos carinhos meus

E como se não bastasse
Eu queria passear pelo mundo
Conhecer outras terras
Tocar as ondas dos mares
Balançar suavemente canoas
Com pescadores dentro
Para que eles felizes
Possam voltar pra casa com seus alimentos

Eu não quero muito da vida
Aceito tudo o que ela me oferece
Mas continuo correndo atrás de sonhos
Tão pequeno quanto este
De ser apenas uma rajada de vento

Mário Feijó

02.08.16
Postar um comentário