Google+ Badge

quarta-feira, 1 de julho de 2015

O AMOR É PACIENTE

O AMOR É PACIENTE

Silenciosamente plantei sementes
Reguei-as com muito amor
Esperando seus perfumes
Esperando “sua cor”

Silenciosamente abri os braços
Silenciosamente abri sorrisos
Percorri estradas de dor

Silenciosamente esperei calado
Havia horas em que desesperado
Eu chorava sem pudor
Não tinha medo de amar

Silenciosamente amei
Sem me aquietar nas decepções
Esperei por um mínimo de carinho
E você chegou pacientemente
Chamando-me “meu amor”...

Mário Feijó

01.07.15
Postar um comentário